Home > Carnavais > Carnaval 2017 > Bateria Tom 30 é o destaque do primeiro ensaio técnico da Tom Maior

Bateria Tom 30 é o destaque do primeiro ensaio técnico da Tom Maior

Em uma noite extremamente chuvosa na cidade de São Paulo, a escola de samba Tom Maior realizou seu primeiro ensaio técnico geral no sambódromo do Anhembi na temporada 2017, ano em que abrirá os desfiles do grupo Especial do carnaval paulistano com uma homenagem a cantora Elba Ramalho, considera uma dos ícones da música nacional, com o enredo Elba Ramalho canta em oração o folclore do Nordeste. Toque Sanfoneiro: Forró, Frevo e Xaxado, desenvolvido pelo carnavalesco Claudio Cavalcanti, o Cebola.

A escola do Sumaré não se importou com a chuva e levou um excelente número de componentes, que ocuparam a totalidade dos 535 metros da pista do Anhembi, com muita animação, descontração e apresentando os ritmos nordestinos em diversas alas coreografadas, se alinhando perfeitamente com a proposta do enredo, que irá mostrar mostrar as diversas vertentes musicais de Elba.

O destaque da noite ficou com por conta da apresentação da Bateria Tom 30, regida por mestre Carlão, que levou variadas bossas durante os 60 minutos de apresentação, mostrando consistência ritmica e entrosamento entre os naipes. Quem também chamou a atenção foi o intérprete Bruno Ribas, com sua conhecida potência vocal, levando as poucas pessoas presentes nas arquibancadas. O cantor carioca, que estreia na Tom em 2o17, falou sobre samba da escola em entrevista à SASP.

“Que ensaio bacana fizemos, ainda mais com essa samba! O barato dele é que ele passa por vários ritmos dentro de uma música só. Ele tem baião, xaxado, frevo, forró, samba e cada um desses pontos é alto neste, dando evidência em cada trecho! Esse é o barato desse lindo samba, a diversidade de ritmos dentro da obra, que vai animar o Anhembi”, comentou o intérprete da escola.

A pista molhada não atrapalhou o desempenho do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola, Jairo e Simone, que explicaram para nossa reportagem que tiveram que tomar alguns cuidados para evitar um queda, porém que a emoção de estar ostentando o pavilhão oficial supera qualquer desafio. A comissão de frente também ensaiou com extremos cuidado, ainda porque usaram um tripé para auxiliar na dramatização da coreografia que será apresentada.

Um ponto que a escola precisa se ater para o próximo ensaio é o canto, já que no houve uniformidade entre as alas. A parte inicial e final da escola cantaram o samba com maior força do que as alas no meio da entidade. O diretor de harmonia da escola, Yves Alexeiv, avaliou o desempenho da Tom Maior em seu primeiro ensaio.

“O ensaio ficou dentro da expectativa de público que desejávamos. A chuva não espantou os nossos componentes e o ensaio foi muito bom. Sabemos que temos pontos para melhorar, para isso, nos reuniremos com diretores da escola para pontuar os problemas e procurar solucionarmos no próximo ensaio. Creio que apresentamos 80% do que queremos levar para o desfile oficial e agora fica a expectativa para o segundo treino, que deverá contar com a presença de Elba Ramalho”, ressaltou Yves.

Os próximos ensaios da Tom Maior no Anhembi serão nos dias 4 e 11 de fevereiro. Confira abaixo as fotos do primeiro ensaio da escola: (Crédito: Ronny Potolski e Rodrigo Dias/SASP)

Botequim da SASP