Home > Carnavais > Carnaval 2018 > Canto da comunidade e Cadência da Vila se destacam no primeiro ensaio da Vila Maria no Anhembi

Canto da comunidade e Cadência da Vila se destacam no primeiro ensaio da Vila Maria no Anhembi

Abrindo os trabalhos dentre as escolas de samba do Grupo Especial, a Unidos de Vila Maria realizou neste sábado, 6, o primeiro ensaio técnico da agremiação para o carnaval de 2018. E a Verde, Azul e Branca fez bonito no Polo Cultural paulistano. O canto da comunidade e toda a categoria da bateria Cadência da Vila foram os destaques do primeiro treino da Vila Mais Famosa no Anhembi.

Um dos pontos fortes da Vila, o canto forte da comunidade se mostrou contínuo durante todo o tempo em que a escola esteve na pista do Sambódromo. A comunidade da Zona Norte paulistana não deixou o canto cair durante um minuto sequer, mantendo o nível de sustentação da obra durante a apresentação inteira. Por isso, é louvável o trabalho da Harmonia, digno de destaque, para um primeiro ensaio, ainda a um mês do desfile oficial.

VEJAS AS FOTOS DO ENSAIO

O outro ponto forte do ensaio da Vila Maria foi, justamente, o segmento que mais tem sido alvo de elogios e prêmios nos últimos anos. Comandada pelo Mestre Rodrigo Moleza, a bateria Cadência da Vila mostrou o porque é uma das mais premiadas e respeitadas baterias do carnaval paulistano. Com um andamento um pouco mais acelerado, por conta da necessidade imposta pelo samba, a Cadência mostrou estar pronta para o desfile oficial. A impressão dada é que também houve uma mudança na afinação dos surdos, a ser observada nos próximos ensaios, mas que não comprometeu em nada o belo trabalho desenvolvido por Moleza, seus diretores e ritmistas.

O samba-enredo da agremiação teve um rendimento regular ao longo do ensaio. Obra, de certo modo, contestada no pré-carnaval, o samba da Unidos de Vila Maria foi linear durante boa parte do ensaio, perdendo um pouco a força na reta final do ensaio. Único ponto a ser melhor desenvolvido, em um ensaio extremamente satisfatório da agremiação.

Homenageando o México tendo o humorista Roberto Bolaños como fio condutor do enredo, a Unidos de Vila Maria será a sétima e última escola a desfilar no sábado de carnaval, no Sambódromo do Anhembi. A escola da Zona Norte paulistana vai em busca do primeiro título do Grupo Especial em sua história e irá realizar mais dois ensaios – nos dias 13 e 27 de janeiro (ambos às 21h45).

Ensaios continuam na semana que vem

Na próxima semana, 15 agremiações pisam no Sambódromo do Anhembi para realizar seus ensaios técnicos, com cobertura completa da SASP. Duas agremiações do Especial ensaiam na sexta-feira, dia 12, e mais oito escolas fazem seus ensaios no sábado, dia 13, sendo uma do Acesso 2, três do Acesso e quatro do Especial. No domingo, dia 14, mais cinco escolas ensaiam – sendo duas do Acesso 2, duas do Acesso e uma do Grupo Especial. Veja abaixo:

Sexta-feira, 12 de janeiro
21h00 – Mocidade Alegre (Grupo Especial)
22h15 – Mancha Verde (Grupo Especial)

Sábado, 13 de janeiro
17h00 – Tradição Albertinense (Grupo de Acesso 2)
18h00 – Imperador do Ipiranga (Grupo de Acesso)
19h15 – Colorado do Brás (Grupo de Acesso)
20h30 – Nenê de Vila Matilde (Grupo de Acesso)
21h45 – Unidos de Vila Maria (Grupo Especial)
23h00 – Rosas de Ouro (Grupo Especial)
00h15 – Gaviões da Fiel (Grupo Especial)
01h30 – Vai-Vai (Grupo Especial)

Domingo, 14 de janeiro
17h00 – Morro da Casa Verde (Grupo de Acesso 2)
18h00 – Unidos de Santa Bárbara (Grupo de Acesso 2)
19h00 – Dragões da Real (Grupo Especial)
20h15 – Pérola Negra (Grupo de Acesso)
21h30 – Barroca Zona Sul (Grupo de Acesso)

Botequim da SASP