Home > Carnavais > Carnaval 2017 > Comunidade da Unidos do Peruche canta forte em seu primeiro ensaio técnico!

Comunidade da Unidos do Peruche canta forte em seu primeiro ensaio técnico!

A chuva que caiu em São Paulo no dia de ontem atrasou os ensaios que ocorreriam no Sambódromo do Anhembi em aproximadamente uma hora, mas isso não fez a comunidade da Unidos do Peruche cantar menos o samba dos compositores, D´Xangô, Douglas Chocolate, Léo Reis, Juliano, Celsinho Mody, Guga Pacheco, “tio” Dô, Paulinho Sorriso e Márcio Zanato. Toninho Penteado e seu carro de som mostraram ao público presente no Anhembi o samba que sofreu algumas adequações para que entrasse no enredo A Peruche no maior axé exalta Salvador, cidade da Bahia, caldeirão de raças, cultura, fé e alegria que será desenvolvido pelos carnavalescos Murilo Couto e Sérgio Caputo Gall. Os dois visitaram a cabine da SASP durante o ensaio e Murilo nos contou uma das peculiaridades do próximo desfile da escola:

– “As pessoas achavam que um enredo sobre Salvador seria aquele mais do mesmo, mas a leitura do enredo é diferente e isso rendeu um grande samba, como foi visto hoje no ensaio.”.

A Bateria Rolo Compressor comandada por Mestre Cal deu seu show a parte e treinou diversas paradinhas e bossas para mostrar o diferencial e a qualidade dos ritmistas da agremiação.

Crédito Foto: Igor Cantanhede

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola, Fabiano Dourado e Thais Paraguassu estavam devidamente caracterizados, a chuva caia forte no momento inicial do ensaio, por isso o casal não ensaiou na primeira torre onde os jurados ficam a coreografia que pretendem trazer para o desfile, mas nas últimas três torres fizeram sua coreografia e ostentaram o pavilhão da Peruche para o público presente no Anhembi. Logo após do casal, uma ala coreografada sustentou o canto do primeiro setor da escola continuamente.

A comissão de frente da agremiação realizou seu ensaio já com um elemento alegórico que representará no dia oficial um caldeirão, como pede o enredo, mostrando logo no início a mistura de culturas, raças e crenças na cidade de Salvador.

O quesito evolução, que esta sendo levado muito a sério nos ensaios técnicos que já passaram pelo Anhembi, não passou despercebido pela escola. Seus diretores de harmonia e chefes de ala estavam atentos aos espaçamentos entre as alas e seus carros, o efeito sanfona que geralmente acontece em desfiles, está sendo muito temido entre as agremiações no próximo carnaval por causa da mudança no regulamento, sabendo disso a escola evoluiu constantemente e não fez paradas significativas em suas alas e carros.

A Unidos do Peruche será a segunda escola a desfilar no sábado de carnaval no dia 25 de Fevereiro.

Botequim da SASP