Home > São Paulo > Corte de verba de infra pode cancelar carnaval dos bairros da UESP

Corte de verba de infra pode cancelar carnaval dos bairros da UESP

Spread the love

As portas do Carnaval 2018, uma notícia vem a tona para as agremiações filiadas a União das Escolas de Samba Paulistanas (UESP), no chamado “carnaval de bairro” de São Paulo.

Para a realização dos desfiles nos bairros Butantã, Vila Esperança e Centro (São João) da capital, a UESP recebe uma verba de infra-estrutura da prefeitura via SPTuris, que é a responsável pelo repasse do capital. No entanto, até agora esta verba de infra-estrutura não veio, e segundo a direção de carnaval da entidade Demis Roberto, este valor não tem sinal de vir.

“Sem a verba de infra que todo ano vinha, não temos como fazer o carnaval de rua acontecer. Essa verba é destinada apenas à infraestrutura, para montar os desfiles bem como dar o apoio às agremiações no carnaval. Perdemos o contrato de quase um milhão de reais”, comentou Demis.

Em movimento com diversos presidentes e representantes das agremiações nesta quarta-feira, 10/1/2018, a UESP com seu presidente Alexandre Magno (o Nenê), foram até a SPTuris negociar a verba.

“Infelizmente o presidente da SPTuris não quer nos receber, e sem esse debate, não teremos como exigir a verba que já era considerada dentro da nossa organização. Foi nos tirada a verba do contrato com a perda do Grupo 1”, falou Nenê.

Os dirigentes da UESP foram categóricos em afirmar o risco de cancelamento dos desfiles. “Sem essa verba de infra, infelizmente teremos que cancelar o carnaval dos bairros neste ano. E certamente não é o desejo nosso, das agremiações que estão preparando os espetáculos, e tão pouco dos paulistanos”, afirmou Nenê.

“Só queremos uma solução imediata para viabilizar os desfiles”, finalizou Nenê.

A SASP tentou contato com a SPTuris nesta manhã, mas sem sucesso.

Vídeo enviado pela Assessoria de Imprensa da UESP

O Carnaval de bairros

Os desfiles da UESP acontecem nos bairros do Butantã, Vila Esperança e Centro de São Paulo pelos Grupos II, III, IV, Pleiteantes e Blocos, com mais de 50 filiadas.

Verba das agremiações

Já o contrato da prefeitura para as filiadas foi executado, repassando a verba em Dezembro para as agremiações prepararem seus carnavais.

 

Botequim da SASP