Home > Carnavais > Carnaval 2017 > Emoção marca o primeiro ensaio da Unidos de Vila Maria

Emoção marca o primeiro ensaio da Unidos de Vila Maria

Depois da Águia de Ouro, foi a vez da Unidos de Vila Maria pisar na passarela do Anhembi para realizar seu primeiro ensaio técnico na noite da última terça-feira, dia 24. Preparando um dos mais carnavais de sua história, a Vila Maria traz em 2017 a história dos 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora com o enredo  A Rainha do Brasil – 300 anos de amor e fé no coração do povo brasileiro, desenvolvido por Sidnei França, carnavalesco que após anos na Mocidade Alegre, chega para escola que sonha com seu primeiro título no grupo Especial.

Emoção é a palavra que define o primeiro ensaio da escola. Era nítido ver olhos marejados entre os componentes da escola e também do público presente nas arquibancadas, que se emocionaram com a homenagem que a entidade está fazendo a padroeira do Brasil e com o aval e apoio da igreja Católica, que está participando de todas as etapas da preparação do desfile.

O treino começou com a exibição da comissão de frente, comandada pelo coreógrafo Sérgio Cardoso, que trazia um grande tripé que dava apoio a encenação que representava momento em que pescadores encontraram a imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba do Sul, em 1727. Em seguida, o primeiro casal Edgar Carubina e Laís Moreira, se apresentaram ao público. Esse será o segundo carnaval dos dois, defendendo o pavilhão oficial da escola.

A bateria Cadência da Vila, de mestre Moleza, detentora do prêmio Estrela do Carnaval, como a melhor do grupo Especial em 2016, mostrou na pista que disputará o título na edição de 2017 do prêmio. Com uma exibição recheada de bossas e convenções, a bateria mostrou toda sua cadência evoluindo com ritmo que variou entre 138 e 140 batimentos por minuto. A ala musical da escola também foi destaque, com Clóvis Pê conduzindo muito bem o samba, considerado um dos mais bonitos da temporada.

Durante a transmissão da Sintonia SASP, os comentaristas da web rádio parabenizaram Demis Roberto, diretor de harmonia da escola, pelo excelente trabalho em relação a evolução dos componentes na pista. Em nenhum momento foi observados problemas que resultam em perda de décimos como desfile oficial, como o distanciamento entre as alas e o temido anda e para, conhecido como efeito sanfona. Apenas um ponto que a escola precisa trabalhar para os próximos ensaios é a uniformidade do canto. Havia algumas alas que não entoavam o samba com a mesma empolgação que a grande maioria da escola.

A Unidos de Vila Maria ainda realizará dois ensaios no Anhembi, nos dias 4 e 11 de fevereiro. Já o desfile oficial acontece em 24 de fevereiro, na primeira noite de desfiles do grupo Especial. Confira abaixo as fotos do ensaio. (Crédito – Bruno Falconeri/ SASP)

Botequim da SASP