Home > Escolas de Samba > Acadêmicos do Tatuapé > Especial Ensaio de Casais – Confira as fotos do casal oficial da Acadêmicos do Tatuapé!

Especial Ensaio de Casais – Confira as fotos do casal oficial da Acadêmicos do Tatuapé!

É Tatuapé, verdadeiro celeiro de bambas, luz que vem brilhar… No Pátio do Colégio, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da Acadêmicos do Tatuapé, Diego Campos e Jussara Souza deram seu show e foram fotografados por Armando Bruck no marco inicial no nascimento da cidade de São Paulo. O casal da atual vice-campeã do carnaval de São Paulo conversou com a nossa reportagem e contou sobre o início da trajetória do casal foguinho, como são chamados:

Jussara e Diego foram trazidos ao mundo do carnaval pelas famílias, ambos trilharam suas trajetórias em algumas agremiações até o dia que se encontraram na Águia de Ouro. Há exatos dezessete anos, Jussara havia sido escolhida para ser porta-bandeira mirim e aguardava o seu mestre-sala mirim ser escolhido, a escola estava em fase de teste para essa escolha. Diego, por curiosidade, topa fazer o teste e passa e se torna mestre-sala mirim da Águia de Ouro e juntos já honram os pavilhões paulistas a dezessete carnavais.
– “Meu primeiro desfile como porta-bandeira foi em 1999 pela escola Águia de Ouro. Com o Diego, meu atual parceiro de dança, o convite surgiu através do Sidnei, que na época era o primeiro mestre-sala da escola e um grande amigo da minha família.”, contou Jussara.

A mãe de Diego era componente da escola da Pompéia, mas Diego também visitava a quadra da Gaviões da Fiel e tocava na Bateria Ritmão ao lado do pai.

– “Comecei muito cedo, com sete anos, eu desfilava na ala das crianças da Águia de Ouro e também desfilava com o meu pai na bateria da Gaviões da Fiel. Me tornei mestre-sala aos onze anos de idade com a Jussara, através de uma disponibilidade que surgiu na Águia de Ouro, e estavam precisando de um mestre-sala mirim e eu tive esse interesse de querer conhecer mais essa arte, eu era muito novo, mas foi por conta própria, não foi por ninguém. Eu fui, fiz o teste com a Jussara, os dois pequenininhos, deu certo a parceria e desde então sou mestre-sala.” Finalizou Diego.

Jussara começou a desfilar na ala das crianças da Unidos do Peruche, como porta-bandeira defendeu os pavilhões da Águia de Ouro, Sol de Verão, Só Vou Se Você For e desde 2012 honra o pavilhão da Acadêmicos do Tatuapé.

Diego já bailou na Águia de Ouro, X9 Paulistana, Só Vou Se Você For, agremiações do sul do Brasil, escolas de Uruguaiana e atualmente Acadêmicos do Tatuapé.

Um casal que baila a dezessete carnavais juntos se conhece. Se entendem pelo olhar, sabem dos limites de outro e acima de tudo se dedica na mesma intensidade para que todo o planejado para o desfile da agremiação que defende saia no mínimo perfeito. Trazer a nota máxima no seu quesito para a sua agremiação é o resultado de um trabalho de um ano.
– “Nossa rotina de ensaio é muito puxada, começamos três meses depois do carnaval, e não paramos mais, vamos direto até o próximo desfile ensaiando de início duas vezes por semana conforme vai se aproximando praticamente todos os dias da semana, fora rotina de preparação física, ensaio fechados e específicos, e como gostamos não tem cansaço, baixo-astral, quanto mais ensaio tivermos melhor.”, contou Diego.

– “A partir de agosto já temos o samba do próximo Carnaval e ensaiamos três vezes por semana, fora os ensaios específicos de casal no Anhembi, ou seja, não temos férias… (risos) sempre buscando o melhor.” Completou Jussara.

A Acadêmicos do Tatuapé no carnaval de 2016 alcançou o seu melhor resultado desde a sua fundação. O segundo lugar trouxe a comunidade da Zona Leste uma força que já faz dela uma das favoritas ao carnaval de 2017. O enredo Mãe África conta a sua história: do berço sagrado da humanidade à abençoada terra do grande Zimbábwe desenvolvido pelo carnavalesco Flávio Campello será o primeiro enredo africano que a escola levará ao Anhembi, sendo a quarta agremiação a desfilar na sexta-feira de carnaval, e a expectativa do casal é a melhor possível.

– “A expectativa é grande e muito positiva. Tenho certeza que a vamos fazer, novamente, o melhor e o maior desfile dos 64 anos da Acadêmicos do Tatuapé. Todos os departamentos estão trabalhando e muito para isso… Avante Tatuapé!”, declarou Jussara.

– “A expectativa para 2017 é de muito axé pra nós, pra nossa escola, pra nossa comunidade, nós esperamos que tenhamos um ótimo desfile, que possamos fazer um grande espetáculo e encantar os olhos do jurados, nós estaremos lá pra isso, estou bem confiante pra esse desfile e vamos pra cima, Ubuntu Tatuapé 2017, eu sou a África, derramo o meu axé, canta Tatuapé.”, finalizou Diego.

A menos de quarenta dias do desfile, só nos resta esperar e que no grande dia a Acadêmicos do Tatuapé e o casal foguinho, Diego e Jussara, realizem todos os feitos planejados e ensaiados há tantos meses, enquanto isso, você fica com a sessão de fotos do casal no Pátio do Colégio e que Armando Bruck encante a todos com essas fotos maravilhosas.

 

 

Botequim da SASP