Home > Carnavais > Inos Corradin recebe homenagem no desfile oficial da X-9 Paulistana!

Inos Corradin recebe homenagem no desfile oficial da X-9 Paulistana!

X-9 Paulistana agremiação que foi a quinta a entrar na avenida neste domingo de carnaval homenageou o artista plástico Inos Corradin em busca de um resultado positivo para retornar ao Grupo Especial. O homenageado que marcou presente nos três ensaios técnicos que a escola realizou não deixou de prestigiar o desfile oficial da X-9 Paulistana. Lucas Pinto foi o carnavalesco responsável pelo enredo Vim, vi e venci! A Saga Artística de um Semideus.

A comissão de frente comandada por Yaskara Manzini estava deslumbrante, fantasias bem acabadas e uma coreografia que cumpre a sua missão de apresentar a escola. O andamento dado ao desfile foi regular, tendo alterações de velocidade apenas no último setor da escola. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira venceu as barreiras que existiam, quando a escola trocou de porta-bandeira a poucos meses do desfile, Lyssandra Grooters e Daniel Vitro se mostraram entrosados e muito bem ensaiados.

Comissão de Frente

Para homenagear o artista plástico Inos Corradin, a X-9 Paulistana criou uma estória, onde Inos era o personagem principal. Em sua comissão de frente, a escola trouxe o início da saga do semideus. Durante a apresentação ocorreu a transformação da rosa dourada em um bebê (Inos Corradin), que recebeu as bênçãos e dons de todos os Deuses  que foram apresentados no segundo setor da escola. A fantasia e o veiculo cenográfico apresentados tinham um ótimo acabamento e diferente do carnaval de 2016, a comissão da X-9 não enfrentou problemas em seu desfile oficial.

Casal de mestre-sala e porta-bandeira

Lyssandra Grooters e Daniel Vitro receberam a poucos meses do desfile oficial a missão de ajustar sua dança e encontrar o ritmo de bailado perfeito que a dança de mestre-sala e porta-bandeira exige, a escola optou por desligar a porta-bandeira que integrava o quadro oficial de casais e chamou Lyssandra para assumir o pavilhão principal da escola. Daniel e Lyssandra cumpriram a missão dada, estavam entrosados, sincronizados e apresentaram o pavilhão principal da escola em busca da nota máxima para ajudar a X-9 a voltar para o Grupo Especial representando os Deuses Febo (Daniel) e Minerva (Lyssandra).

Evolução e Harmonia

A harmonia da escola nos dois primeiros setores não deixou a desejar, os componentes das alas e dos carros cantavam o samba que era embalado por Darlan Alves e seu carro de som. O terceiro e o quarto setor da agremiação apresentou uma baixa no volume do canto, nas alas finais da escola, alguns componentes passavam sem cantar o samba composto por Saulo Mesquita, Turko, Maradona, Fabio X-9, Thiago Japa, Rafa do Cavaco, Mixaria, Carlos Alberto, Dom Henrique, MP08 e Nicóla X-9. A evolução foi regular, algumas alterações de velocidade, mas nada significativo, o temido efeito sanfona não foi nítido, e apesar do canto nos últimos setores da escola ter sido aquém do ideal os últimos setores evoluíram de acordo com o andamento que os diretores de harmonia ditaram.

Fantasias e Alegorias

Apesar de ter uma boa concepção as fantasias da escola apresentara alguns problemas, em várias alas, os componentes perderam algumas peças e/ou frequentemente tinham que recolocá-los no seu devido lugar. A leitura do enredo pelas fantasias podia ser feita de forma simples e clara. As alegorias seguiam a linha visual apresentada nas fantasias, visualmente o única alegoria que apresentou problemas foi a quarta e última, onde em uma das esculturas que ficava localizada do lado direito teve problema, o braço da escultura quebrou e caiu quando a escola já estava na pista, fora esse problema as alegorias apresentaram um bom acabamento.

Samba e Bateria

A ala musical foi destaque no desfile da X-9. Darlan Alves estreou na X-9 Paulistana no comando do carro de som, e mostrou toda a sintonia com a bateria Pulsação Nota Mil que tem dois mestres também estreantes no comando, Mestre Fábio e Mestre Kito fizeram sua estreia e em uma das bossas que apresentou os ritmistas se curvaram para homenagear Inos Corradin.

A falta sentida no desfile da escola foi da Rainha de Bateria Gracyanne Barbosa, que esteve presente em todos ensaios técnicos da entidade, mas não foi vista. Segundo apuramos com a direção da X-9, a dançaria viajou para Dubai e informou sobre a viagem há cinco dias. No lugar de Gracyanne entrou a passista Tarine Lopes, de 26 anos.

Botequim da SASP