Home > Carnavais > Carnaval 2017 > Musas 2017 – Conheça a história de Fernanda Catonace, a Rainha do Carnaval de SP!

Musas 2017 – Conheça a história de Fernanda Catonace, a Rainha do Carnaval de SP!

Loira, elegante, bela, com muito samba no pé e dona de um sorriso contagiante! É assim que apresentamos Fernanda Catonace, a administradora de 30 anos, passista da Sociedade Rosas de Ouro e que na última semana realizou o sonho de se tornar Rainha do Carnaval de São Paulo, após vencer o concurso para escolha da Corte 2017. Em bate-papo com a reportagem da SASP, vossa majestade opinou sobre sua vitória. “Não sei se quebrei paradigmas, só sei que o samba é para quem tem amor”.

Moradora da região do ABC, na grade São Paulo, Catanoce foi a escolhida para iniciar mais uma série Especial da SASP, desta vez trazendo as musas das escolas de samba dos grupos de Acesso e Especial, contando a própria história. Confira abaixo a história da Rainha do Carnaval 2017 e na sequência as fotos da musa, tiradas por Bruno Falconeri:

“Sempre fui apaixonada por carnaval, tanto que iniciei aos 8 anos de idade em uma escola de São Bernardo do Campo. Mesmo na infância fiz parte da corte de bateria mirim, e posteriormente, já adulta fui coroada Rainha de Bateria. Na época quem confeccionava minhas fantasias era o Nilsinho Lourenço, cujo atelier fica na Freguesia do ó, e ele sempre falava que eu deveria desfilar na Rosas de Ouro e eu cresci amadurecendo essa ideia.

Aos 18 anos, fui eleita Rainha do Carnaval de São Bernardo do Campo, mas após o término de meu reinado me desliguei da folia. Só voltei em 2014, quando passei a frequentar os ensaios da Rosas de Ouro e assim decidi desfilar, fazendo parte do projeto Renovação, no qual estou até hoje.

Para entrar no concurso que elegeu a corte do carnaval me preparei por nove meses, envolvendo desde uma equipe para me auxiliar no dia-dia até a preparação física e acompanhamento de nutricionista, personal e aulas para aperfeiçoar o samba no pé.

Ser eleita a Rainha do carnaval foi a realização de um sonho. Não consigo explicar até agora o sentimento, tenho a sensação de dever cumprido! Lutei muito por este sonho, venci diversas batalhas e perdi também. Tive dias de alegria e dias de tristeza, mas em nenhum momento pensei em desistir. Se quebrei paradigmas, tabus não sei, só sei que o samba é para aquele que tem amor a ele e hoje representá-lo, ser uma Rainha é a melhor sensação do mundo…”

Botequim da SASP