Home > Carnavais > Carnaval 2019 > Poetas do Anhembi – Arlindinho fala sobre homenagem da X-9 ao seu pai

Poetas do Anhembi – Arlindinho fala sobre homenagem da X-9 ao seu pai

Por Vinicius Vasconcelos

“Samba de arerê, pra você voltar” – Esse é o tom que irá embalar o desfile da X-9 Paulistana para o carnaval de 2019. Com o enredo Meu lugar é cercado de luta e suor, esperança num mundo melhor! O show tem que continuar, elaborado pelo carnavalesco Amarildo de Melo, a tricolor vai narrar a história do sambista Arlindo Cruz.Seguindo a série Poetas do Anhembi, a equipe SASP conversou com Arlindinho, filho do homenageado, que é um dos criadores do samba-enredo, ao lado de Claudio Russo, Andre Diniz, Márcio André Filho, André Valencia e Darlan Alves.

“Fazer um samba pro meu pai é uma emoção que eu não esperava sentir. Me imaginei passando por tudo, menos compor pra ele. Mas ai surgiu o convite da escola e me deram essa enorme responsabilidade. Chamei alguns parceiros que já haviam feito samba com ele e aceitamos esse desafio. Já ganhei 10 sambas no Rio de Janeiro e 1 na Tucuruvi, em São Paulo, só que dessa vez é bem diferente. Nunca tinha ficado tão honrado, feliz e emocionado ao mesmo tempo.”

Segundo o compositor, a primeira do samba é uma homenagem dele para o seu maior ídolo. “Pedi pros meus parceiros deixarem a primeira comigo. Essa parte é um filho narrando pro pai tudo o que eu sempre disse. Ele é o meu ‘gênio, pai herói’, porque ele realmente é o meu maior ídolo. Quando o samba fala ‘símbolo maior do samba em minha geração’ essa é realmente a minha visão. A primeira frase do samba é ‘não subestime um filho de Xangô a recompor a vida’ é porque nós acreditamos na pronta recuperação do meu pai. O refrão é minha parte preferida, dizemos pra ele que ‘ainda é tempo pra viver feliz’. Isso é tudo que eu e minha família desejamos a ele”.

Arlindinho ainda acrescenta que assim que a X-9 propôs a homenagem ele e a família aceitaram de imediato.

“O diretor de carnaval foi lá em casa fazer o convite e nós aceitamos de cara. Fomos acrescentando ideias, contando diversas histórias de vida do meu pai e com isso o projeto foi tomando forma e a partir daí criado pelo Amarildo em cima do que contávamos. A X-9 é uma escola incrível e se tornou uma grande família Cruz. Abraçaram a gente desde o primeiro momento com muito amor e respeito”

Arlindinho e Darlan Alves

O poeta confessou à equipe da SASP que provavelmente esse é o último samba-enredo de sua autoria, pois disputas tomam muito tempo. Porém, fica feliz por ter sido o mais importante de sua carreira. “A ideia de eu convidar alguns parceiros e criarmos o samba veio de ambas as partes. Mas confesso que não esperava, porque já tinha parado no último carnaval. Voltei por um motivo mais que especial e acredito que esse seja o meu último. Sem dúvidas é o samba mais importante da minha carreira”, finalizou.

A X-9 Paulistana será a sexta escola a desfilar na sexta-feira de carnaval. Confira abaixo o samba da entidade:

VEJA OUTRAS REPORTAGENS DA SÉRIE

Gaviões da Fiel – Grego
Acadêmicos do Tatuapé – Luiz Ramos
Colorado do Brás – Márcio Pessi
Acadêmicos do Tucuruvi – Henrique Barba
Dragões da Real – Xandinho Nocera
Mancha Verde – Gui Cruz

Botequim da SASP