Home > SASP > ESPECIAIS > SASPERIA – “Quebra o pau e mostra o cobra”. Confira as características e história da Bateria Farmatuque.

SASPERIA – “Quebra o pau e mostra o cobra”. Confira as características e história da Bateria Farmatuque.

Faltando pouco mais de duas semanas para a Seletiva do Balatucada, trouxemos a história da bateria do curso de Farmácia da Universidade de São Paulo, Farmatuque.

A história da entidade se inicia em 2003, com três estudantes interessados em montar uma bateria para o curso de Farmácia. Sem nenhuma opção de arrecadação de dinheiro, a compra dos primeiros instrumentos foi feita pelos mesmos estudantes. Visando a evolução, a bateria contou com a ajuda externa do Mestre Augusto, na época mestrando a bateria da X-9 Paulistana. Em 2014 participaram pela primeira vez do Balatucada, conquistando o quinto lugar. Ano passado a entidade conquistou o estandarte de ouro do naipe de agogô da Seletiva.

O “Farmatuque” é a junção do nome “farmácia” com “batuque”.

A entidade sempre foi reconhecida pelo seu andamento pra frente, porém com a alta exigência do nível técnico, a bateria decidiu por atrasar seu ritmo e focar na precisão. Múltiplas batidas de caixa são encontradas em seu ritmo, porém o toque padrão, similar a da Unidos da Tijuca, é a mais usada. A influência carioca também é vista no agogô, tendo a sua base inspirada na levada da São Clemente. O destaque fica por conta da presença do xequerê, sendo uma das poucas baterias universitárias que contém tal instrumento, que junto com as caixas, prometem uma surpresa durante a apresentação.

Todas as bossas são criadas pelo mestre Durval Matheus, responsável também por repassar a ideia para a diretoria de ritmo. Após ser aprovada, ou sofrer algumas alterações, a virada é repassada para os demais ritmistas, separada primeiramente por naipes.

O local de ensaios disponível é o próprio estacionamento dos cursos de Farmácia e Química da USP. Os treinos são realizados às 17h, se adequando ao horário da maioria dos ritmistas.

Sobre o apoio externo, a Farmatuque recebe um apoio mínimo da Universidade com local para guardar os instrumentos e ajuda financeira com o transporte para torneio, relacionamento positivo conquistado através da mudança da diretoria da batucada.

Em entrevista a equipe de reportagem da SASPERIA, a Bianca Blepper, diretora de repinique, respondeu sobre a principal dificuldade da entidade:

“A Farmatuque, sendo uma bateria relativamente pequena, tem certa dificuldade em manter ritmistas que já estão na bateria há um tempo e, também, em recrutar ritmistas novos. A grade do curso de Farmácia é muito pesada e os horários para ensaios quase sempre não favorecem a todos, visto que, além da graduação, é necessário conciliar iniciações científicas, estágios e trabalhos. Com isso, muitas vezes há um número reduzido de ritmistas ensaiando periodicamente, mesmo que tentemos sempre agradar o maior número possível de ritmistas”.

A Bateria Farmatuque se apresenta às 18:30 na 6° edição da Seletiva do Balatucada. O evento será realizado na quadra da X-9 Paulistana, localizada na Avenida Paulo Silva Araújo, 25. Mais oito baterias participam da disputa.

Ritmista e Diretor do naipe de Surdo, Davi Castanheira respondeu sobre a expectativa para o torneio: “Acredito que a sensação seja de muita ansiedade, já que estamos trabalhando duro para que tudo dê certo e sejamos mais reconhecidos dentro do mundo das baterias universitárias. Com certeza, o dia do Balatucada será marcado como o dia em que a expressão “segunda família” fará sentido a todos os ritmistas. Vamos mostrar o que sabemos fazer”. E promete: “A Farmatuque vem tendo algumas mudanças nos últimos tempos, como a redução no número de ritmistas ativos na bateria junto com o aumento do nível técnico. A galera pode se surpreender com o que está por vir da Farmatuque nesse Balatucada, já que estamos com breques inovadores e criativos , nosso principal ponto. Podem esperar um arrepio em diversas partes da apresentação, porque o que vamos trazer não é simples e o que temos de samba não é pouco”.

 

Aperte o play e confira um trecho da apresentação da Farmatuque, com um alô especial para a equipe da SASPERIA.

SASPERIA – Farmatuque

Essa semana teremos mais uma matéria com baterias universitárias. Fiquem com um trecho do ritmo da Farmatuque, bateria do curso de Farmácia da USP.#SASPERIA

Publicado por SASP Carnaval em Segunda, 7 de agosto de 2017

Botequim da SASP