Home > Carnavais > Carnaval 2017 > A 100 dias do carnaval, sambistas falam sobre suas expectativas

A 100 dias do carnaval, sambistas falam sobre suas expectativas

Spread the love

A ansiedade toma conta dos amantes do carnaval paulistano a medida em que a data dos desfiles vem se aproximando. Faltando apenas 100 dias para a maior festa da cidade, a SASP conversou com alguns sambistas para saber como estão os preparativos e também a expectativa para o próximo desfile. Confira:

Renato Remondini, presidente da Dragões da Real

Faltando apenas 100 dias para o carnaval 2017, eu posso dizer que os trabalhos aqui na Dragões da Real estão dentro de nosso planejamento. A diretoria da escola está muito feliz com o andamento do projeto para 2017!

Os nossos ensaios estão muito bons, com uma energia incrível! Vamos vir muito fortes, podem apostar!

Sidnei França, carnavalesco da Unidos de Vila Maria

Os trabalhos no barracão e no atelier de fantasias da Unidos de Vila Maria estão à todo vapor… Um projeto grandioso requer muito planejamento e acompanhamento por parte das lideranças…

E a expectativa é de que, no dia 24 de fevereiro, a agremiação honre e corresponda ao apoio até aqui recebido de muitos sambistas e também de muitos devotos de Nossa Senhora Aparecida.

Adriana Gomes, porta-bandeira da Mancha Verde:

Estamos ensaiando, ensaiando e ensaiando!  Eu e o Marcelo finalizamos a coreografia definitiva de jurados e estamos esperando começar os ensaios específicos de Anhembi pra ver se é possível tudo que montamos.

Já fizemos prova de fantasia, lá no ateliê de Fernando Magalhaes, no Rio de Janeiro, e agora é segurar a ansiedade. Posso dizer também que o barracão está adiantando, o samba na ponta da língua da escola. Mas 100 dias já dá um frio na barriga, pois passa rápido!

Gilson Caetano, um dos diretores de harmonia da Império de Casa Verde, ao lado de Adão e Carlinhos

Nossa expectativa é de fazer um bom trabalho e superior ao que realizamos no último desfile. Sabemos que 100 dias passam voando e por isso estamos focados e trabalhando para isso.  O trabalho está intenso, até mais que o ano passado, contamos com um grupo qualificado e preparado para realizarmos um grande carnaval.

Resumindo: vamos fazer um desfile para buscar o título novamente.

Paulo Brasil, membro da comissão de carnaval da Mocidade Alegre

Faltando 100 dias para o carnaval e o sentimento que toma conta de nós do Mocidade Alegre e de esperança, estamos trabalhando firme no propósito para fazer um carnaval a altura de nossa comunidade que é o ponto alto de nosso desfile, que será marcado pela garra e valentia. Um carnaval para celebrar e resgatar a felicidade que o Brasileiro está precisando é merece.

Rafa do Cavaco, diretor musical da Tom Maior

Sabemos da dificuldade que é abrir o carnaval, mas o que não faltará é alegria e descontração que será o desfile, claro com muita responsabilidade. Iremos abrir o carnaval com um samba alegre e para frente, justamente pensando nessa responsabilidade de abrir os desfiles, conversamos com a direção de bateria e já estamos ensaiando com o samba em um bit mais rápido.

Em relação a nossa ala musical, estamos muito empolgados com o resultado justamente por ser uma ala totalmente nova para escola. Estamos trabalhando firme com ensaios semanais, em estúdio e também os ensaios com a comunidade para fazer bonito em 24 de fevereiro.

Osmar Costa, vice-presidente da Rosas de Ouro

Centenário do Samba! Resolvi, fazer de uma brincadeira para falar desses 100 dias que faltam para o Carnaval 2017. Pois nós diretores sempre vivemos o Centenário do Samba, diferente do comemorada pela gravação do primeiro Samba, “Pelo Telefone”, mas pelos 100 dias faltantes para o Carnaval…

Então, centenário tem todo ano coincidentemente na véspera do nosso primeiro ensaio de rua, que será amanhã. Com relação aos quesitos posso dizer que todos estão trabalhando, temos um cronograma, algumas coisas acabam saindo do lugar por conta de dependência de fornecedores e materiais.

Vai ser um Carnaval muito parelho e acredito com surpresas, pois o processo deverá ser diferente do passado. Estamos num tempo de crise e isso afeta principalmente nosso segmento, entretenimento e Cultura. Mas nunca foi fácil e não será e acredito que a maioria dos que estão no Carnaval estão por isso, pelos desafios e a Adrenalina que ele proporciona.

Ernesto Teixeira, intérprete da Gaviões da Fiel

Faltando 100 dias para o próximo desfile, nos dividimos entre os ensaios e a luta pela liberdade dos torcedores que ainda estão detidos no Rio, fruto da intransigência da justiça daquele estado que faz vistas grossas para a realidade das comunidades cariocas,  mas usa mãos de ferro contra torcedores de outros estados; mostrando-se parcial e incompetente, deixando de agir da mesma forma com os torcedores que verdadeiramente deram causa ao conflito.

Botequim da SASP