Home > Carnavais > Carnaval 2020 > Carnavalesco da Independente destaca apoio das coirmãs após o incêndio, mas vê situação para julgamento como “muito difícil”

Carnavalesco da Independente destaca apoio das coirmãs após o incêndio, mas vê situação para julgamento como “muito difícil”

Spread the love

Por Marina Lahr

Às vésperas de entrar oficialmente no Sambódromo do Anhembi para apresentar seu enredo “Utopia. É preciso acreditar!”, a Independente Tricolor segue em compasso de espera com relação à decisão se a escola irá ou não concorrer no carnaval de 2020. Totalmente afetada por um incêndio que destruiu seu barracão na Fábrica do Samba 2 no ano passado, a agremiação aguarda uma visita técnica da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo (LIGA-SP) para saber se terá condições de concorrer a uma vaga no Grupo Especial de 2021 ou se irá desfilar sem ser avaliada nesta temporada.

A agremiação tem tido o apoio de outras comunidades para reconstruir o trabalho e garantir a entrada na avenida no dia 23 de fevereiro. Em entrevista exclusiva à equipe da SASP, o carnavalesco Fábio Gouveia, à frente da escola pela quarta vez, explica que a Independente vem se preparando dia a dia para que a realização do desfile seja concretizada sem maiores problemas.

“Estamos confiantes, sabendo que o trabalho está sendo feito com maestria por toda a equipe de harmonia e a direção da escola. Queremos colocar em prática tudo aquilo que experimentamos o ano inteiro, mesmo com as dificuldades que temos passado. Não sabemos ainda como vai ficar a nossa situação em relação ao regulamento do desfile, mas estamos caminhando para cumprir nosso papel”, destacou o carnavalesco.

De acordo com o profissional, independentemente de estar ou não no concurso desse ano, a escola vem trabalhando com todo o cuidado a fim de apresentar o melhor espetáculo possível na Avenida. “A Independente, depois do incêndio, está se pautando com muito cuidado para realizar esse desfile, para não agredir aquilo que é pregado enquanto regra e para que a escola não perca a sua qualidade enquanto plástica. Estamos trabalhando. Não está sendo fácil, de maneira nenhuma, mas estamos no caminho”.

Ajuda das escolas coirmãs

Em uma reunião em outubro de 2019, a LIGA-SP definiu com os 14 presidentes das agremiações do grupo Especial e os oito presidentes do grupo de Acesso uma ajuda emergencial para que a agremiação tivesse condições de participar do carnaval. Fábio Gouveia afirma que o auxílio vem sendo de extrema importância para que a agremiação se reestruture.

“Temos sido acolhidos por muitas escolas, que prontamente nos ampararam e têm nos ajudado de uma forma que não conseguimos nem mensurar. Só temos muita gratidão para expressar o que tem sido esse apoio”, comentou.

Carnavalesco vê julgamento como “muito difícil”

Também segundo Fábio, a Independente Tricolor perdeu no incêndio quatro carros alegóricos que já estavam em processo de finalização e a maior parte das fantasias necessárias para o desfile. Para o carnavalesco, o julgamento integral da escola pelos jurados do Carnaval 2020 de São Paulo é uma questão delicada.

“Temos muitos problemas com fantasias, por exemplo, pois perdemos dez alas da escola. Algumas pessoas não acreditam, mas temos um material imenso que pode comprovar todas essas perdas de alegoria. Para a Independente, hoje, o julgamento se torna muito difícil”.

A expectativa, no entanto, é que a agremiação faça o melhor que pode. Fábio Gouveia define o sentimento com que a agremiação vai entrar no Anhembi no domingo de carnaval. “Nós confiamos nos quesitos da escola no chão. Em tudo aquilo que depende do chão, a escola vai se sair muito bem, temos certeza disso”.

A Independente Tricolor será a primeira escola a desfilar no domingo de carnaval, no Sambódromo do Anhembi. A agremiação irá realizar seu último ensaio técnico na Passarela do Samba no dia 9 de fevereiro, às 21h45.

Botequim da SASP