Home > Carnavais > Carnaval 2018 > Compositores falam sobre a expectativa para a final da Dragões da Real

Compositores falam sobre a expectativa para a final da Dragões da Real

Spread the love

O título em 2017 bateu na trave e foi justamente no quesito samba-enredo, que mesmo sendo um dos mais bem avaliados por público e crítica, teve pontuação descontada. Buscando os 40 pontos em 2018, a Dragões da Real define nesse sábado qual será o samba da agremiação para a busca do inédito campeonato no próximo carnaval. A Sintonia SASP transmite ao vivo a decisão a partir das 21 horas e a nossa equipe conversou com integrantes das duas parcerias finalistas para saber da expectativa para a final e conhecer como foi o processo de construção das obras que estão na final.

OUÇA AQUI OS SAMBAS FINALISTAS DA DRAGÕES DA REAL

Xandinho Nocera, do samba de número 1 (parceria formada por Armênio Poesia, Xandinho Nocera, Léo Do Cavaco, Ronaldo Maransaldi, Renne Campos, Paulo Senna, Alemão Do Pandeiro, Fabio Brasa, CG e Wagner Rodrigues), e Thiago SP, do samba de número 10 (parceria formada por Thiago SP, Turko, Tigrão, Maradona, Rodrigo Atração, Rafa do Cavaco, Marcelão da Ilha, Ricardo Mandu, Biju Pais e Fabio Marcelo) conversaram com a nossa equipe e você confere abaixo tudo sobre esse bate-papo.

PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO SAMBA

Xandinho Nocera – O processo de formação desta parceria se deu da continuação da parceria que estávamos acostumados a fazer com Armênio Poesia, Wagner Rodrigues e eu, bem como o Fabio Brasa, que entrou ano passado. Esse ano vieram pra somar o Léo do Cavaco, o Paulo Senna e o Alemão do Pandeiro que estavam na parceria campeã do ano passado. O Armênio convidou o CG, amigo dele e grande músico, para somar na parceria e finalizamos convidando um grande amigo, o Ronaldo, que sempre esteve nos ajudando em outros anos e ama muito a escola. O processo da criação do samba fluiu muito bem, foram necessários quatro encontros para finalizar a obra. Como todos gostamos de musica caipira, foi uma delícia uni-la ao samba-enredo. Construímos esta obra que tem sido muito elogiada não só dentro da escola, mas pelo mundo do samba, graças a Deus.

Thiago SP – Entendemos que era melhor fazer uma narrativa em primeira pessoa e mais objetiva das passagens sugeridas na sinopse, ao invés de inserir trechos de músicas. Quem narra o samba é a música caipira. Não fizemos caricatura com a alma caipira, ao contrário, buscamos mostrar sua força e a força que ela traz do campo. Também fizemos questão de colocar elementos musicais, respeitando a regionalidade da melodia, em todas as oportunidades, como por exemplo nos trechos “compõe a mesa” à “nossa moda” e fazer umas brincadeiras poéticas, como por exemplo servir uma frase de conjugação a duas palavras dando sentidos diferentes “O som traz a alma do campo um dom”.

EXPECTATIVA PARA A FINAL

Xandinho Nocera – Falar da disputa da Dragões da Real pra mim se resume em duas palavras: respeito e lisura. A Dragões é realmente um lugar que acolhe muito bem todos compositores e valoriza muito o nosso trabalho como compositor. Nossa expectativa é imensa para esta final. Este samba para toda parceria é mais do que especial e esperamos, se Deus quiser, ter a honra de torná-lo o hino oficial da nossa Dragões e que o mesmo conduza a escola ao seu maior objetivo, que escapou por pouco ano passado, mas este ano não irá escapar, que é o título de campeã do carnaval.

Thiago SP – Foi interessante. Como ocorreram muitas músicas, a execução das obras foi primordial para a compreensão das propostas. Internet é legal pra divulgação, movimenta a disputa, diverte as pessoas, mas se não há força na apresentação, a coisa não acontece. Minha expectativa pra final é a de que será um choque de propostas. Imagino que a decisão vai levar em consideração todos os fatores desde a disposição da sinopse até o horário do desfile. A Dragões será campeã do carnaval com o samba que ela escolherá no sábado e faremos o possível e o impossível para que seja com o nosso!

Com o enredo Minha Música, Minha Raiz. Abram a Porteira Para Essa Gente Caipira e Feliz, a Dragões da Real vai em busca de seu primeiro título na elite do carnaval paulistano em 2018. O tema será desenvolvido pela comissão de carnaval formada por Dione Leite, Márcio Gonçalves e Rogério Félix, e a agremiação será a sexta a desfilar no sábado de carnaval, no Sambódromo do Anhembi.

Botequim da SASP