Home > Carnavais > Carnaval 2018 > Confiante, Chitão afirma: “Podem esperar uma Colorado muito mais forte para 2018”.

Confiante, Chitão afirma: “Podem esperar uma Colorado muito mais forte para 2018”.

Spread the love

Partindo para o seu terceiro carnaval como único intérprete oficial da Colorado do Brás, o Chitão Martins segue numa evolução extraordinária, sendo elogiado por diversas personalidades do carnaval Paulistano.

A equipe de reportagem da SASP conversou exclusivamente com o intérprete da agremiação vermelho e branco. Sobre o reconhecimento, ele afirma:

“Primeiramente agradeço a confiança, a SASP sempre me ajudou na divulgação do meu trabalho. Eu não acho que sou o melhor, trabalho, dou resposta com a minha alegria, cantando. Gosto de pular na galera, cantar com sorriso, essa é a minha marca, o dia que não puder fazer isso, prefiro não cantar. Continuo trabalhando pra conseguir chegar no nível dos meu ídolos, como o Celsinho, Royce, Freddy”, e acrescenta: “Fico feliz pelos elogios, me da forças pra eu continuar trabalhando, mas ainda acho que tenho muito o que crescer no carnaval de São Paulo”.

Além dos elogios para o cantor, o samba da entidade também é bastante aclamado pelos sambistas.

“Um samba bom e uma ala musical boa influencia em vários quesitos, não só no samba-enredo, mas também na parte de evolução, harmonia e até mesmo na bateria. Isso tudo ajuda com que a escola brinque na avenida”, finaliza.

Junto com a Colorado do Brás, Chitão também canta na Amizade Zona Leste, Vila Mathias e, recentemente, foi contratado para o carnaval de Uruguaiana, município do Rio Grande do Sul. Porém, o intérprete reside atualmente na baixada santista, tendo apenas a quadra da Vila Mathias como opção mais fácil. Perguntado sobre a dificuldade de conciliar as agremiações, ele assegura:

“Tem que dar tempo pra todas né” (risos) “O ensaio da Vila Mathias é durante a semana, é um pouco mais tranquilo. Aqui na capital eu ensaio de sábado e domingo. Estou contente com a Amizade Zona Leste, eles ajudaram a Vila Mathias no último carnaval, junto com o pessoal da Vila Maria. Me encontro muito feliz, enquanto estiver com saúde eu vou cantar, porque é isso que gosto de fazer”.

Para o carnaval de 2018, o intérprete paulistano, Celsinho Mody, assinou com a Paraiso da Tuiuti e divide o microfone principal da agremiação do grupo especial do Rio de Janeiro com o Nino do Milênio e a Grazzi Brasil.

“Eu moro em Santos mas me considero de São Paulo. Nós só importávamos o intérprete, não sei se tinha um certo preconceito com o carnaval paulistano, mas existia uma rivalidade entre Rio e São Paulo. Ver o Celsinho cantando na Tuiuti me emociona muito, na minha opinião ele vai dar um show na Sapucaí, e tenho certeza que será o primeiro ano de muitos”.

Finalizando a entrevista, Chitão Martins mandou um recado e, confiante, cravou um melhor resultado para a entidade do Brás:

“Muita gente desacreditou, mas trabalhamos quietinhos e fizemos o nosso trabalho. Por uma nota, que não concordei com a justificativa, deixamos escapar esse acesso. Mas enfim, podem esperar a Colorado mais forte para 2018. O clima está muito bom, a escola é uma família, convido a todos a assistirem um dos nossos ensaios e presenciarem de perto a nossa escola. Podem esperar uma escola disposta a subir para o especial”.

Buscando o título do carnaval do grupo de acesso, a entidade do Brás será a 4° agremiação a desfilar no sambódromo do anhembi, com o enredo: “AXÉ – Caminhos que te levam a fé”, desenvolvido pelo carnavalesco Leonardo Catta Preta.

Botequim da SASP