Home > Escolas de Samba > Acadêmicos do Tatuapé > Em busca do bi, Tatuapé fecha sua preparação com ensaio técnico irretocável no Sambódromo

Em busca do bi, Tatuapé fecha sua preparação com ensaio técnico irretocável no Sambódromo

Spread the love

Em 2010, a escola estava no antigo Grupo 1 da UESP. De lá para cá, dois acessos, um vice-campeonato do Especial e o primeiro título da história da escola na elite do carnaval paulistano. A ascensão meteórica do Acadêmicos do Tatuapé é fruto de um trabalho sério e a escola, à medida que os dias se passam, mostra estar cada vez mais madura para figurar entre as principais escolas do Grupo Especial. Já foi assim em 2017, e pelo que mostrou em seu último treino no Anhembi visando o desfile da próxima semana, será assim em 2018.

VEJA AS FOTOS DO ENSAIO

Organizada sem deixar seu componente engessado, a escola mostrou potencial para sonhar com o bicampeonato. No quesito harmonia, o que se ouviu foi o canto mais forte que passou pelo Anhembi desde o primeiro ensaio, no dia 5 de janeiro. A comunidade da Zona Leste cantou – e forte – o samba da agremiação durante todo o tempo, casando com mais uma apresentação de alto nível da bateria Qualidade Especial, de Mestre Higor, que executou bossas interessantes e manteve o ritmo durante todo o tempo.

Bicampeão do Estrela do Carnaval, oferecido pela SASP em parceria com o site Carnavalesco, o intérprete Celsinho Mody mostrou mais uma vez estar no melhor momento de sua carreira. Em ano de dupla jornada entre São Paulo e Rio, o intérprete fez uma excelente apresentação, ao lado de todo o time de canto. Contando com coreografia em parte das alas, o quesito evolução não foi comprometido em momento algum, valendo destacar o bom andamento da escola e liberdade dos componentes brincando dentro de suas alas.

Com o enredo Maranhão, os tambores vão ecoar na terra da encantaria, desenvolvido pelo carnavalesco Wagner Santos, o Acadêmicos do Tatuapé será a quinta escola a desfilar na sexta-feira de carnaval, no Sambódromo do Anhembi. Campeã em 2017, a escola da Zona Leste vai em busca de seu segundo título na história do carnaval paulistano.

Botequim da SASP