Home > Escolas de Samba > Acadêmicos do Tucuruvi > Em noite quente, mais cinco escolas fazem apresentações no Anhembi

Em noite quente, mais cinco escolas fazem apresentações no Anhembi

Spread the love

Por Gabriella Lopes e Antonio Júnior
Fotos: Felipe Araujo/Liga-SP

Na noite do último sábado (26), mais cinco escolas deram continuidade a agenda de ensaios técnicos no Anhembi rumo ao carnaval de 2022. Império de Casa Verde, Barroca Zona Sul, Acadêmicos do Tucuruvi, X-9 Paulistana e Torcida Jovem fizeram uma noite de treinos intensa e com muita animação, com muitos destaques positivos. Confira abaixo um resumo de cada treino:

O primeiro ensaio técnico da nação imperiana com Carlinhos Maia

A Império de Casa Verde, que esse ano leva para a avenida o enredo O Poder da Comunicação. Império, o Mensageiro das Emoções, desenvolvido pelos carnavalescos Mauro Quintaes e Leandro Barboza, contou com a presença do homenageado Carlinhos Maia e de sua família em seu primeiro ensaio técnico no Anhembi. Logo no início, o influenciador digital aproveitou a oportunidade para agradecer a recepção calorosa e desejar boa sorte para a nação imperiana durante o desfile de abril. Outra personalidade presente no ensaio foi o chef de cozinha Henrique Fogaça, conhecido por ser um dos jurados da versão brasileira do talent show culinário MasterChef, da Band.

Um destaque muito positivo do treino imperiano vai para uma das vozes mais conhecidas do carnaval de São Paulo, o intérprete Carlos Júnior. Como de costume, Carlão e sua ala musical levantaram o público presente com simpatia e animação do começo ao final do desfile. A Barcelona do Samba, bateria da Império comandada pelo Mestre Zoinho, também marcou presença na primeira passada da escola pelo Anhembi, como muita qualidade musical.

Durante o ensaio da nação imperiana, a SASP conversou com um dos carnavalescos da escola. Mauro Quintaes falou um pouco sobre a expectativa da escola para o carnaval deste ano. “Depois de dois anos de muita angústia, de muito sofrimento, quero deixar bem claro que o nosso presidente Alexandre Furtado não nos desamparou durante esse tempo, e estamos voltando agora mostrando o trabalho que foi feito nesse tempo todo. Tanto eu, quanto o outro carnavalesco Leandro Barboza, estamos fazendo uma dobradinha de direção artística. Viemos mostrar para a comunidade que esperar valeu a pena. Esse é um enredo que fala sobre a comunicação, é um enredo histórico, é um enredo cronológico e que tem como ápice e fechamento a presença do Carlinhos Maia. É o Império mostrando para que veio e que está firme e forte para o carnaval de 2022”.

A Império ainda terá mais um ensaio técnico no dia 9 de abril, às 20h30. A escola será a última a desfilar pelo Grupo Especial, no dia 23 de abril.

Canto forte e boas apresentações das baterias marcam os ensaios de Barroca e Tucuruvi

A Barroca Zona Sul também se apresentou no Sambódromo do Anhembi na noite do último sábado (26), e fez um primeiro ensaio técnico emocionante. O presidente da escola, Ewerton Cebolinha, mostrou gratidão por poder retornar à avenida após dois anos de recesso motivado pela pandemia, e mandou uma mensagem de motivação para a comunidade da zona sul aproveitar a ocasião para se divertir e ser feliz. Os componentes ouviram com atenção as palavras do presidente e colocaram em prática na avenida.

Esse ano a escola apresenta o enredo A evolução está na sua fé… Saravá Seu Zé!, desenvolvido pelos carnavalescos Rodrigo Meiners e Rogério Monteiro, que conta a história de Zé Pilintra, malandro boêmio cultuado como entidade nas religiões de matriz africana. A comissão de frente, que esse ano terá Carlinhos de Jesus como coreógrafo, veio representando a malandragem com figurino e passos característicos dos boêmios antigos do Rio de Janeiro. As alas coreografadas tiveram grande destaque pelo canto forte e empolgação, principalmente durante o refrão “A Barroca é quem te chama, salve Zé Pilintra de Aruanda”, puxado pelo intérprete Pixulé, que fez uma apresentação muito boa.

Os casais de mestre-sala e porta-bandeira também se destacaram pela caracterização e bailado gracioso. E, ao final da apresentação, foi possível ver a emoção dos ritmistas da Bateria Tudo Nosso, comandada pelo mestre Fernando Negão. A Faculdade do Samba tem mais um ensaio técnico dia 9 de abril, às 18h, e será a quinta escola a desfilar no sábado, 23 de abril, pelo Grupo Especial.

O Acadêmicos do Tucuruvi foi a terceira agremiação a se apresentar na noite. Com o enredo Carnavais… De lá pra cá o que mudou? Daqui pra lá o que será?, desenvolvido pelos carnavalescos Dione Leite e Fernando Dias, a escola da Zona Norte fez uma ótima apresentação, com destaque para o quesito harmonia e a comissão de frente, coreografada por Fernando Lee. O samba foi fortemente cantado por toda a avenida, mostrando que o trabalho capitaneado pelo diretor geral de harmonia, Gabriel dos Santos, tem tudo para colher bons frutos à agremiação.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Luan Caliel e Waleska Gomes, encantou o público do Anhembi com a sincronia na dança e toda sua elegância. Com relação ao módulo musical, destaque para a boa apresentação da “Bateria do Zaca” comandada pelo mestre Serginho, com bossas bem executadas e boa condução do ritmo da escola no ensaio.

Vale destacar ainda a presença dos baixinhos da Tucuruvi. A ala das crianças esteve presente junto a Velha Guarda da escola, mostrando muita empolgação e canto forte. As crianças puderam voltar ao Anhembi neste final de semana, após a liberação judicial para a presença de crianças a partir de seis anos de idade e com esquema vacinal completo contra a Covid-19. A escola ainda terá mais um ensaio técnico no domingo, 3 de abril, e será a primeira escola a desfilar na sexta-feira, 22 de abril, pelo Grupo Especial.

X-9 Paulistana e Torcida Jovem também se apresentaram no Anhembi

Única representante do Grupo de Acesso 1 na noite do último sábado, a X-9 Paulistana realizou um bom ensaio no Anhembi. O presidente da escola, Ailton Martinelli, abriu o ensaio fazendo um discurso de vitória como motivação para os componentes. A agremiação apresenta esse ano o enredo A Arapuca Tupi – A reconquista de uma terra sem dono, desenvolvido pelo carnavalesco Eduardo Félix, e teve como destaque do primeiro técnico a presença de lideranças indígenas à frente da escola, que agradeceu ainda na concentração o apoio de nomes como Sônia Guajajara, líder indígena brasileira e política filiada ao Partido Socialismo e Liberdade.

Outro destaque foi a bateria Pulsação Nota 1000, comandada pelo mestre Fábio Américo, que fez bossas e executou bom ritmo, convidado os componentes a cantarem ainda mais alto. A velha-guarda da escola veio representando toda a tradição paulistana e mostrou-se muito emocionada durante a apresentação.

Abrindo a noite de treinos, a Torcida Jovem cantou o bairro da Bela Vista, com o bom samba da agremiação. Com o enredo Bela Vista. Berço Cultural desse País, a escola da torcida alvinegra praiana fez um treino animado, com destaque para a comissão de frente coreografada por Ricardo Dias e para a bateria ‘Firmeza Total’, comandada pelos mestres Mestre Mi e Marcelo Caverna, que veio cheia de energia e empolgação. A agremiação será a sexta escola a desfilar no sábado,16 de abril, pelo Grupo de Acesso 2.

Ensaios continuam neste domingo

Mais quatro escolas ensaiam neste domingo (27) no Sambódromo do Anhembi. A partir das 18h, Tom Maior, Acadêmicos do Tatuapé, Dragões da Real e Rosas de Ouro fazem seus treinos visando o desfile do final de abril. A SASP acompanha todos os momentos via redes sociais (Facebook, Instagram e YouTube: @saspcarnaval) e em sasp.com.br.

Botequim da SASP