Home > #EspecialMestre > Especial Mestres: “Podem esperar uma bateria com muita garra e raça corinthiana”, defende Ciro Castilho

Especial Mestres: “Podem esperar uma bateria com muita garra e raça corinthiana”, defende Ciro Castilho

Spread the love

Pra satisfação da torcida alvinegra, o #EspecialMestres entrevistou o responsável pela bateria Ritimão no Carnaval de 2018, o Mestre Ciro Castilho.

A paixão pelo carnaval percorre sua vida desde muito pequeno, quando escutava Sambas Enredos na sala de casa junto a seu pai. Na década de 90, Ciro fazia questão de ficar perto dos instrumentos durante os jogos do Corinthians, e em 1997 desfilou pela primeira vez na escola de samba Gaviões da Fiel torcida.

“Nesse meu tempo de formação, formei uma grande amizade com o Rafael Falanga, da Mocidade Unida da Mooca, e resolvemos criar uma bateria com molecada do bairro. E foi em 2000 que eu entrei pra bateria dos Gaviões, até que eu arranhava um pouco de repinique” (risos), conclui.

Ciro se manteve na batucada e aprendeu a tocar todos os instrumentos com a escolinha da agremiação. No ano de 2005, através de um convite do Pantchinho, se tornou diretor e hoje assume a função de mestre da Bateria Ritimão.

A característica de ritmo da batucada dos Gaviões é bem clara. A afinação dos instrumentos é média. Surdos de terceira padronizados e trabalhados em cima da melodia do samba. A batida de caixa é padrão, todas tocadas em cima. Pra complementar na sustentação, 10 caixas, de 14 polegadas, farão uma batida direta. De instrumentos opcionais, a Ritimão traz os xequerês, que complementa o chocalho com um tom mais grave.

Sobre os xequerês, Ciro defende:

“O xequerê foi implantando na bateria no ano de 2003 e permanece até hoje. Ele é o nosso xodó, que junto com chocalho, abrilhanta muito o nosso ritmo”.

As bossas são criadas em conjunto, todos os diretores tem a liberdade de criar e modificar algumas ideias. Três serão levadas para a avenida, uma delas no refrão do meio, que traz uma levada africana pra avenida.

Com o enredo: Guarus… Na Aurora da Criação a Profecia Tupi – Prosperidade e Paz aos Mensageiros de Rudá, o Gaviões da Fiel será a quinta agremiação a desfilar no sábado de carnaval.

“Podem esperar uma bateria criativa, que toca com muita garra e a raça corinthiana. Uma bateria que toca com o coração na ponta da baqueta”, promete Mestre Ciro Castilho.

Botequim da SASP