Home > Carnavais > Carnaval 2018 > Final da Colorado: confira o depoimento dos compositores finalistas

Final da Colorado: confira o depoimento dos compositores finalistas

Spread the love

Neste sábado, dia 24, a quadra da Império de Casa Verde receberá a grande final da disputa que irá escolher o samba-enrede para o carnaval 2018 da Colorado do Brás, que levará para o Anhembi em seu desfile pelo grupo de Acesso, o enredo Axé – Caminhos que Levam a Fé, que vem sendo desenvolvido pelo carnavalesco Leonardo Catta Preta.

Dos 18 sambas inscritos na competição, três chegam a decisiva fase que definirá o hino da entidade para o próximo carnaval. Vale lembrar que o evento será transmitido ao vivo, pela Sintonia SASP, a partir das 17h. Para falar um pouco da emoção da disputa, a reportagem da SASP conversou com representantes dos três sambas finalistas, confira abaixo o que cada parceria espera dessa grande final:

Samba 5 – Marcio Pessi, Edson Dafféh, Gilson Caffé, Magrão da Caprichosos e Hermes Sobral

Marcio Pessi – “Primeiramente agradecer e parabenizar a SASP por todos esses anos lutando pelo nosso carnaval um grande abraço da nossa parceria a todos. Sobre nosso samba que está na disputa nessa grande final foi muito interessante como tudo aconteceu, tem certas coisas que acontecem sem explicação, pois a nossa parceria já se conhece faz tempo mas nunca tínhamos sentado para fazer um samba, e quando saiu a sinopse decidimos compor o samba e ficamos sabendo que o Hermes e o Caffe TB fariam o samba e conversamos e nos unimos para ficarmos mais fortes e realmente foi uma junção muito prezerosa, e disputar na Colorado do Brás é sempre uma alegria a mais, já tivemos o prazernde ganhar 3/sambas na escola então é como estar em casa e principalmente neste ano onde a Colorado está com um enredo excelente, uma diretoria competente onde pude perceber a seriedade e o comprometimento em levar a Colorado ao grupo Especial, e sábado agora esperamos dar nossa contribuição para esse grande projeto fornecendo quem sabe o melhor samba do grupo de acesso para a escola e vamos firme rumo a vitória.”

Samba 9 – Marcos Thiago, Rapha Maslionis, Acerola de Angola, Rafael Mão e Cacá Camargo

Rapha Maslionis – “Nossa parceria é muito jovem, nasceu por conta da união de 3 amigos de infância e que com passar do tempo, quiseram escrever samba-enredo. Em 2015, recebemos um convite para concorrer na escolha de samba para o carnaval 2016, ano em que a entidade completaria 40 anos e tivemos a felicidade de vencer e isso ficou marcado em nossa história. No ano seguinte a parceria cresceu, trouxemos o mestre Acerola de Angola e para esta disputa chegou Rafael Mão para formarmos esse time, pois nosso intuito é sempre fortalecer a amizade. Assim esperamos muito dessa final, temos uma samba mágico e vamos apresentar um grande trabalho para a comunidade vermelha e branca do Brás.  Conto com o apoio de você e obrigado SASP pelo espaço!”

Samba 13- Thiago Sukata, Potolski Filosofia, Celsinho Mody, Caca Back, André Valêncio, Luizinho, Douglas Chocolate e Tubino Meiners

André Filosofia – “A meu ver, a junção entre as parcerias do Thiago Morganti e do Celsinho promoveu uma obra musical interessantíssima, uma vez que representou a fusão de estilos díspares. Trata-se de um samba com uma letra sofisticada e que exigiu vários encontros para concebê-la. A nossa expectativa é a maior possível, pois temos certeza que faremos uma bela apresentação no sábado e abrilhantaremos esta maravilhosa final. Espero que todos os  leitores do SASP tenham gostado do samba e prestigiem o evento que ocorrerá na quadra do Império da Casa Verde.”

Botequim da SASP