Home > Carnavais > Império é impecável em busca do bicampeonato!

Império é impecável em busca do bicampeonato!

Spread the love

A campeã do carnaval de 2016 foi à terceira agremiação a desfilar neste sábado de carnaval e trouxe a paz como enredo e mensagem ao público. Paz – O Império da Nova Era foi o enredo desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Freitas em seu segundo ano na escola.

A agremiação apresentou luxo, bom acabamento e evolução exemplares. Com direito a uma parada técnica, assim como todas as agremiações, a Império não parou de evoluir constantemente até o final do seu desfile. Em todas as suas alas as fantasia estavam em perfeito estado e possuíam uma fácil leitura do enredo proposto e fechou o seu desfile em 1h04 dentro do regulamento proposto.

Comissão de Frente

A comissão de frente representava em suas fantasias e no veículo cenográfico de apoio os mensageiros da paz em formas de anjos que iniciaram o ‘Império da Nova Era’. Com fantasias elaboradas, os integrantes da comissão de frente usavam uma espécie de manta que cobria seus rostos.

Casal de mestre-sala e porta-bandeira

Jéssica Gioz e Rodrigo Antonio dançaram juntos pela primeira vez. Rodrigo chegou há alguns meses na agremiação para defender o pavilhão campeão do carnaval de São Paulo e se mostraram entrosados e se apresentaram com sincronismo de movimento em frente a torre de jurados. Na parada técnica da escola para a bateria adentrar o recuo, ambos dançaram embaixo da sua segunda torre de jurados e não perderam a leveza de movimentos que a dança exige.

Samba enredo e Bateria

Impulsionada pela potente voz do intérprete Carlos Júnior, o carro de som trouxe uma execução firme, arranjos de cordas em cima da melodia influenciaram positivamente a execução do samba. Outro destaque do módulo foi a bateria Barcelona do Samba, com um andamento de 148, a batucada do fez uma passagem segura e com várias bossas. O mestre Zoinho não economizou nas paradinhas, e optou com uma afinação de surdos bem solta. Após o recuo, as caixas da bateria oscilaram um pouco em comparação a partida.

Alegorias e Fantasias

Carros alegóricos com uma plástica e acabamento impecáveis marcaram o desfile da Império neste carnaval. Os quatro elementos (água, terra, fogo e ar) que guiavam o enredo da escola estavam em evidencia em todos os carros. Representando a força dos elementos fogo, água, terra e ar e quem entram em total equilíbrio de integração com o homem visando à harmonia geral do planeta em um ritmo constante. As fantasias também plasticamente perfeitas não estavam danificadas e/ou caindo dos componentes e igualmente passavam a leitura clara do enredo da agremiação

Harmonia e Evolução

O canto da comunidade da Casa Verde foi constante e regular, todos os componentes cantavam dos compositores Turko, Aquiles da Vila, Maradona, Chanel Wagner, Paulinho, JC Castilho, Tinga e Silas Augusto do início ao fim do desfile que durou uma hora e quatro minutos. A evolução da Império de Casa Verde durante o desfile foi homogênea, nenhuma ala correu e se distanciou da ala que seguia. Os espaçamentos entre as fileiras e os carros foi o menor possível para que o efeito sanfona não ocorresse.

Conjunto Visual

Jorge Freitas novamente fez um desfile com suas características fundamentais. Luxo, acabamento perfeito, materiais muito bem trabalhados e o resultado não poderia ser outro, o conjunto visual do desfile foi muito bonito na pista do Anhembi. Alegorias e fantasias foram apresentadas e formuladas para se complementarem, e isso ocorreu com sucesso.

 

Botequim da SASP