Home > Escolas de Samba > Cabeções de Vila Prudente > O Carnaval do Povo – Desfiles do Grupo 4 da UESP

O Carnaval do Povo – Desfiles do Grupo 4 da UESP

Spread the love

Por Douglas Soares,

Na noite do sábado 10 de Fevereiro de 2018, os olhares da maioria dos sambistas paulistanos estarão voltados para o Sambódromo do Anhembi, onde acontece os desfiles das principais agremiações da nossa cidade, um pouco distante de lá, há cerca de 13 Km está a Rua Alvinópolis na Vila Esperança, bem longe dos holofotes e de lentes da imprensa nacional que acontecem na Zona Leste os desfiles das Escolas de Samba do Grupo 4 da UESP.

A primeira Escola a se apresentar na Vila Esperança é a Cacique do Parque que no seu segundo desfile oficial trará as “Festas Populares do Brasil” como enredo, em seguida a Primeira da Aclimação que disputou em 1994 o Grupo Especial fará uma festa na Avenida com o enredo “De volta para o futuro, uma viagem pelos anos 80, onde tudo começou”, abordando os fatos marcantes desta importante década. 

A terceira escola da noite será a Lavapés que detém 7 títulos do Grupo Especial, a agremiação que completou em 2017 os seus 80 anos tem como enredo “Uma viagem ao fantástico mundo infantil. Lavapés, a pura essência de uma criança.”. A agremiação mais antiga em atividade de São Paulo, contará com a estreia do carnavalesco Rafael Felipe Condé assinando o desenvolvimento do enredo. A tradicional Cabeções de Vila Prudente vai falar sobre os “Imigrantes e refugiados – O sonho de um mundo sem fronteiras”. O enredo que promete ser inédito, homenageará a luta dos imigrantes por lugares seguros.

Rebaixada no carnaval de 2017, a Estação Invernada quer voltar ao grupo 3 com o enredo “Eu quero é cair na folia”.T.U.P. que já chegou ao grupo 1 da UESP, e nos últimos carnavais vem batendo na trave para retornar aos grupos de acesso, traz o enredo “É noite, é hora da festa, de trabalho e de caridade. A TUP traz mensagem de fé e esperança. Faça o bem sem olhar a quem,  onde promete abordar acontecimentos da noite. 

A Explosão da Zona Norte, outra agremiação que já pertenceu ao grupo 1 da UESP, aposta em 2018 na sorte com o tema “Sorte tem, quem acredita nela?”. A tradicional Unidos de Guaianases coloca sua banca na avenida e apresentará em 2018 o tema “Guaianases vai a Feira e faz a festa”. Depois é a vez de Os Bambas desfilarem, com o tema  A Dama do Samba, a escola prestará uma homenagem a Dona Cida, primeira carnavalesca de São Paulo, e baluarte do samba paulista. O tema está sendo desenvolvido pelo carnavalesco Andre Luis

Folha Verde não quer “Desistir jamais” e aposta em uma mensagem de otimismo e perseverança para conquistar o acesso . A Estrela Cadente do carnavalesco Horácio Rabaça levará para a avenida o enredo “Oceanus, a Epopeia dos Mares”, que terá seu tema baseado em um livro da literatura.

Isso Memo exalta São Paulo através do enredo: “De Anchieta a inspiração, de São Paulo a consagração, Isso Memo apresenta o grande Polo Cultural no coração do Brasil”. A última agremiação à passar pela Rua Alvinópolis no sábado de carnaval será a Portela da Zona Sul que contará “A Lenda do Arco-Íris”.

Essas são as Escolas de Samba que também fazem parte do nosso carnaval, muitas vezes formam sambistas que se apresentam nas grandes agremiações, não esqueçamos de desfilar nas escolas do nosso bairro.

Confira o horário de cada apresentação:

DESFILE OFICIAL – 40 MINUTOS

  1. 18h20 – Cacique do Parque
  2. 19h00 – Primeira da Aclimação
  3. 19h40 – Lavapés
  4. 20h20 – Cabeções da Vila Prudente
  5. 21h00 – Estação Invernada
  6. 21h40 – TUP
  7. 22h20 – Explosão da Zona Norte
  8. 23h00 – Unidos de Guaianases
  9. 23h40 – Os Bambas
  10. 00h20 – Folha Verde
  11. 01h00 – Estrela Cadente
  12. 01h40 – Isso Memo
  13. 02h20 – Portela Zona Sul
Botequim da SASP