Home > Carnavais > Carnaval 2022 > Presidente da Liga-SP: “Fizemos um trabalho muito consciente nesses dois anos e não seria agora que arriscaríamos algo que pudesse trazer prejuízo para as pessoas”

Presidente da Liga-SP: “Fizemos um trabalho muito consciente nesses dois anos e não seria agora que arriscaríamos algo que pudesse trazer prejuízo para as pessoas”

Spread the love

Por Antonio Júnior
Crédito da Foto: Reprodução CNN Brasil

O presidente da Liga-SP, Sidnei Carriuolo, manifestou apoio à decisão das prefeituras de São Paulo e Rio de Janeiro pelo adiamento dos desfiles das escolas de samba para o mês de abril. Em coletiva no gabinete do prefeito Ricardo Nunes (MDB), Sidnei afirmou considerar a decisão acertada e ressaltou a responsabilidade com que Liga-SP e escolas trabalharam nesses quase dois anos de pandemia.

“Acho que foi uma decisão acertada. A Liga-SP tem muito carinho por seus componentes. Foi um segmento que sofreu muito nesses dois anos. Fizemos trabalhos sociais durante toda a pandemia, corremos atrás, doamos muitas cestas básicas para as comunidades. Fizemos um trabalho muito consciente nesses dois anos e não seria agora que arriscaríamos algo que pudesse trazer prejuízo”, disse Sidnei, que além da Liga-SP também preside a Águia de Ouro, atual campeã do carnaval.

Sidnei destacou ainda que o carnaval não pode ser acusado de disseminar a Covid-19 no início da pandemia, além de pedir a conscientização das pessoas para o atual momento.

“Mesmo com um desfile envolvendo 50, 60 mil pessoas por noite, enquanto a gente vê outros lugares com milhões de pessoas se aglomerando… Gostaria que as pessoas levassem em consideração isso. Acusar que a Covid foi disseminada pelo carnaval, é pejorativo. O carnaval é um todo. Nós somos escola de samba, entidades culturais, nós temos controle dos nossos componentes, temos carinho por eles e jamais ficaríamos felizes em colocar em risco esse povo que está com a gente o ano inteiro”, ressaltou.

O presidente reafirmou o desejo de que, no desfile de abril, seja possível celebrar a festa do carnaval com toda a alegria que o desfile merece. “É uma atitude acertada e tem todo o apoio da Liga, tem todo o apoio das escolas de samba. Esperamos muito que em 21 de abril, nós possamos fazer uma festa, que é o que o carnaval manda. Uma festa de alegria. Não queremos forçar um desfile com medo e preocupação, queremos ir livres para esse desfile”, finalizou.

 

Botequim da SASP