Home > Carnavais > Quesito a quesito 2020: saiba como será o julgamento de comissão de frente

Quesito a quesito 2020: saiba como será o julgamento de comissão de frente

Spread the love

Por Amanda Cristina e Antonio Júnior
Foto: Igor Cantanhede

Na série Quesito a Quesito 2020 vamos explicar como os julgadores foram orientados a analisar cada um dos nove quesitos dos desfiles das escolas de samba de São Paulo. Na quarta matéria da série da SASP, vamos abordar o quesito comissão de frente. Lembrando que o manual é aplicado na avaliação dos desfiles dos grupos Especial, Acesso 1 e Acesso 2.

Como o quesito é formado?

O quesito é o primeiro contingente humano fantasiado a pisar na Passarela do Samba. Os integrantes possuem a liberdade de evoluir da maneira que desejar, seja de forma tradicional ou com gêneros variados, não tendo a obrigatoriedade de estar inserida no enredo. O quesito deve saudar o público e apresentar a escola através de, no mínimo seis e no máximo 15 componentes, sendo obrigatório o sincronismo dos movimentos nos dois itens exigidos.

Quais são os pontos de avaliação?

Fundamento: basicamente, o ponto de avaliação consiste basicamente em saudar o público, apresentar a escola e não desgarrar do restante do corpo de desfile.

Plástica Artística: será avaliada a qualidade visual da apresentação e sua criatividade (o que for apresentado não necessariamente deve ser inédito). O jurado verificará se existiu integração harmônica e visual dos componentes através de suas indumentárias, movimento coreográficos e elementos cênicos, tendo que estar adequado ao espetáculo proposto. Também serão julgados a coordenação (tempo/espaço) e limpeza dos movimentos apresentados.

Acabamento: o julgador avaliará o desenho ou foto apresentado na pasta de jurados entregue pela escola e conferir se os mesmos estão de acordo na sua apresentação do desfile, independentemente da quantidade de figurinos apresentados.

Integridade: o jurado é responsável por avaliar as fantasias, adereços e elementos cenográficos que eventualmente fizerem parte da comissão de frente, levando em consideração os efeitos (quando houver), de acordo com a proposta da escola.

Caso haja desconto na avaliação, como será feito? 

Os pontos de avaliação serão analisados no campo visual do julgador.

Fundamento: não apresentar a escola ou não saudar o público (perde 0,1). Cometer duas ou mais infrações do mesmo (perde 0,3);

Plástica Artística: até um problema de plástica artística (perde 0,1).de três à quatro problemas (perde 0,2), de cinco à seis (perde 0,3) e de sete ou mais problemas (perde 0,4);

Acabamento: de um à três pontos de ocorrência (perde 0,1). De quatro à seis pontos (perde 0,2) e de sete ou mais pontos de ocorrência (perde 0,3).

O jurado ainda vai contar com uma tabela auxiliar que categoriza as falhas como leve, médio, grave e gravíssimo.
– Leve: roupa e ou sapato rasgado, costeiro e ou adereço rasgado e ou quebrado, chapéu rasgado e ou quebrado e ou caído e problemas de acabamentos dos elementos cenográficos;
– Médio: divergência entre os figurinos apresentados na pasta e no desfile. Tela de LED apagada totalmente ou em parte dos elementos cenográficos;
– Grave: Letreiro caído e ou quebrado dos elementos cenográficos;Gravíssimo: estrutura do elemento cenográfico quebrada, prejudicando sua condução.

A nota 10 só vem se… 

Os três pontos de avaliação (fundamento, plástica artística e acabamento) forem atendidos em sua totalidade e o desempenho dos segmentos julgados for de excelência respeitando a exigência do manual do julgador e os itens apresentados na pasta de jurados entregue pelas escolas.

Lembrando que…

O jurado não deverá levar em consideração suas preferências ou gostos. Também não é obrigatório que a comissão de frente pare em frente às cabines de julgamento, localizadas nas torres 3, 4, 6, e 10.

Confira outras matérias da série Quesito a quesito que já foram publicadas:

Bateria
Samba-enredo
Enredo

Botequim da SASP