Home > Escolas de Samba > Camisa 12 > Te ou Ti? Intérprete da Camisa 12 comenta justificativa polêmica de jurado

Te ou Ti? Intérprete da Camisa 12 comenta justificativa polêmica de jurado

Spread the love

Após a divulgação oficial das justificativas referente ao julgamento do Grupo Especial, Acesso e Acesso 2 do carnaval de São Paulo, o público se deparou com algumas justificativas um tanto quanto inusitadas. A Camisa 12, que desfilou pelo grupo de Acesso 2, na segunda-feira de carnaval obteve uma nota 9.9 no quesito samba-enredo com uma justificativa intrigante do jurado. A escola que levou para o Anhembi uma homenagem a São Jorge, apresentou um samba, no qual o o refrão inicial continha a seguinte frase: ”Te tatuei no peito, no coração”. De acordo com o jurado da torre nove deste quesito, os componentes em vez de cantarem ” TE”, cantaram ”TI’‘ e isso acabou sendo motivo para penalização de um décimo da escola.

“A partir do minuto 0:30 a escola foi penalizada no item fidelidade da letra do samba de enredo” explicou o jurado em sua justificativa.

A professora de Português da rede estadual de São Paulo, Eva Volite Coelho, explicou sobre essa variação para a reportagem da SASP. “Não vejo erros na forma de te e ti, vejo entonação típica de sotaque. Na escrita é te, porém as variantes E e I devem ter o mesmo nível de aceitação, pois são do campo de variação dos sotaques”.

No regulamento oficial, o quesito samba-enredo tem obrigatoriedade de explicitar o tema proposto pela entidade, fazendo com que todos os componentes tenham a mesma capacidade de cantá-lo. Desta forma, é possível notar que a variação de pronomes não consegue ter a capacidade sozinha de modificar o entendimento do samba-enredo.

O intérprete oficial da agremiação, Léo Reis comentou com a equipe da SASP sobre a justificativa: “A escola inteira está triste com esse equívoco, mas eu como cantor estou mais triste ainda, pois o ano todo nós trabalhamos com aula de canto e principalmente com a fonoaudióloga que trabalha toda esta parte da questão da fonética. O carnaval está ficando cada dia mais profissional, aí quando nos deparamos com essa justificativa parece que voltamos à estaca zero”. O cantor ainda complementa “A fonética do samba não é julgada no manual do julgador. Queremos crer que foi uma falha do julgador e não uma má intenção por sermos uma escola de samba oriunda de uma torcida organizada”.

A Camisa 12 ficou apenas na nona colocação do grupo de Acesso 2, em 2018.

Botequim da SASP