Home > Santos > Escolas Santos > Um carnaval da superação e da emoção! Santos conhecerá a campeã nesta terça-feira.

Um carnaval da superação e da emoção! Santos conhecerá a campeã nesta terça-feira.

Spread the love

Com 1 semana antes do Carnaval, Santos novamente acertou no calendário. Fugindo da concorrência de grandes carnavais como Rio de Janeiro e São Paulo, a cidade de Santos mais uma vez ganhou destaque no meio carnavalesco nacional.

Apesar do abrupto corte de verba às escolas de samba pela prefeitura de Santos, os sambistas compraram a idéia de fazer um grande espetáculo, e para provar que o carnaval merece seu valor pelo poder municipal.

O que se comentava muito, sobre recursos, estrutura e desfiles, não aconteceu por todo. A estrutura do Sambódromo “Dráusio da Cruz” e entornos merece aplausos. As ruas tiveram ótima logística pela CET e Polícia Militar, sem trânsito ou problemas maiores na região.

Outro ponto positivo, foi o terreno das alegorias. Houve melhorias consideráveis no terreno, que ano passado era um verdadeiro lamaçal, este ano ganhou um asfalto e areia. Se não é o ideal, já não causa tantos problemas. Já a estrutura da passarela do samba ganhou uma nota 10. Bebida e alimentação bem espalhados, de fácil acesso e custo acessível. O setor destinado a imprensa, um local amplo e de ótima visualização da pista, e estrutura para se trabalhar.

O ponto negativo, foi o sistema de som da passarela. Muitas falhas, principalmente na 1ª noite de desfiles, não fizeram render alguns sambas e de mexer com o público como se poderia. As falhas foram quedas de sinal até transmissão zero de bateria e coral do time musical de algumas escolas.

Uma pena a prefeitura também não investir em turismo e publicidade do desfile da cidade. Não havia uma placa ou faixa pela cidade, e na região do Sambódromo, sobre o evento. E isso também ajudou a levar um público abaixo do esperado, com uma primeira noite de metade do espaço ocupado, e segunda noite um pouco mais cheio.

Mas o que vale é a raça do sambista. Com todas dificuldades, todas agremiações levaram a sério fazer o carnaval e colocar na pista. Tiveram escolas que capricharam por ter mais condições, mas também não exime as menores em levar um carnaval digno. O sambista santista mais uma vez mostrou o seu amor ao carnaval, e o porque é formador de tantos baluartes do samba.

Com um carnaval também marcado positivamente pelo reuso de materiais de 2016, as escolas foram criativas para driblar a falta de recursos financeiros. Fantasias e alegorias entraram na pista, e deram seu recado. Diversos sambas que marcaram e emocionaram. O canto e dança das comunidades, ao lado dos torcedores. Casais de mestre-sala e porta-bandeira com lindas fantasias e belos bailados. Tudo isso fez de duas noites que o grande espetáculo da Terra estivesse em Santos.

Entre as favoritas estão Unidos dos Morros, Mocidade Amazonense e X-9. Ainda corre Vila Mathias em busca de seu primeiro título. Todas tiveram algumas falhas técnicas, o que torna a disputa intensa e equilibrada. Porém, fizeram grandes apresentações, com cuidados em fantasias e alegorias, além de alguns pontos interessantes em bateria, samba, harmonia e evolução.

A Padre Paulo, em função de diversos problemas graves antes e durante seu desfile, deverá brigar pela permanência. Além da quebra de uma alegoria,a escola não teve o mínimo de componentes exigido por regulamento. Portanto, deverá ser punida com perda de pontos.

Pelo Grupo de Acesso, quatro agremiações abriram as noites. Outra grande jogada da organização. Real Mocidade e Mocidade Dependente do Samba concorrem fortemente para o retorno ao Grupo Especial.

[+ Leia mais detalhes dos desfiles de sexta-feira]

[+ Leia mais detalhes dos desfiles de sábado]

O Grupo 1 formado, pelas escolas que eram pleiteantes juntamente com aquelas que ficaram em último no Grupo de Acesso em 2016, desfilaram no último dia (domingo). A escola de samba Mãos Entrelaçadas foi o grande destaque dentre elas, com alegorias grandes e muito bem acabadas, além de belas fantasias  e uma comissão de frente que talvez seja a mais surpreendente desse carnaval. Dragões do Castelo fez um desfile correto, acima de Império da Vila e Imperatriz Alvinegra, que não trouxe figuras humanas em suas alegorias. A grande decepção foi a Unidos da Baixada, que homenageou a escola de samba Vai Vai. A jovem agremiação desfilou com pouco mais de cem componentes, a maioria ritmistas, e sem alegorias.

Outro ponto que não agradou ao público, foi a espera de 30 minutos regulamentares, entre uma agremiação e outra. Isso gerou um certo esvaziamento em alguns momentos, além de extensão desnecessário ao público.

A apuração, que será realizada no Teatro Guarani, promete fortes emoções nesta terça-feira, pela manhã. A SASP trará os detalhes em suas redes.

No geral, um bom carnaval e de superação. Acima do esperado de maneira geral, o carnaval de Santos mais uma vez mostrou resistência e amor ao samba e sambistas.

 

Botequim da SASP