Home > Escolas de Samba > Acadêmicos do Tucuruvi > Tá bom a bessa! Tucuruvi definiu seu intérprete para 2019

Tá bom a bessa! Tucuruvi definiu seu intérprete para 2019

Spread the love

Dias depois de dispensar o intérprete Alex Soares, que durante três carnavais foi o puxador oficial da Acadêmicos do Tucuruvi, a escola da zona norte anunciou na tarde desta terça-feira, dia 20, por meio de um comunicado em sua redes sociais, a contratação do intérprete carioca Leonardo Bessa, que no último ano fez parte do trio de cantores oficiais da Acadêmicos do Salgueiro, no carnaval do Rio de Janeiro.
“Vou peito aberto e sem medo ser mais um integrante dessa grande família do Zaca e tenho a certeza que serei muito feliz lá no meu Tucuruvi”, disse Leonardo Bessa.

Com 43 anos, Bessa é um nome conhecido no carnaval do Rio de Janeiro. Antes de ser intérprete, Bessa foi cavaquinista em diversas escolas do Rio de Janeiro, entre elas Acadêmicos do Salgueiro, São Clemente e Grande Rio. Sua primeira chance como intérprete oficial veio na Arranco, em 2004. Depois se transferiu para a São Clemente e partir dai se consolidou na carreira. Entre 2011 e 2018, foi um dos cantores oficiais da Acadêmicos do Salgueiro, até se desligado da entidade, após os desfiles de 2018. Bessa ainda é um conhecido produtor musical, sendo responsável pela produção e gravação do CD com os sambas da Série A, o grupo de Acesso do carnaval carioca.

Essa será sua estreia como intérprete oficial em São Paulo, mas não será a primeira vez dele no Anhembi. No carnaval de 2015, Bessa fez parte do carro de som da própria Acadêmicos do Tucuruvi, quando o cantor Clayton Reis era o cantor oficial da entidade.

Além de Leonardo Bessa, a Acadêmicos do Tucuruvi já confirmou o carnavalesco Dione Leite e o Guma Sena no comando da bateria do Zaca para 2019. Nos próximos dias, a entidade deverá anunciar outros nomes que formarão o elenco para o próximo carnaval, que terão a responsabilidade de buscar um título inédito do grupo Especial para a agremiação.

Botequim da SASP