Home > SASP > ESPECIAIS > Colunistas > Coluna “Di Quinta” – Eliana de Lima – Uma voz de libertação!

Coluna “Di Quinta” – Eliana de Lima – Uma voz de libertação!

Spread the love

Por Yuri Coloneze

Olá, leitores da SASP!!!!

Hoje é dia de nova coluna e momento para seguir os trabalhos de homenagem para grandes baluartes do mundo do samba Paulista!

E hoje a homenageada será a gigantesca Eliana de Lima! A famosa pioneira intérprete de grandes sambas (Águas Cristalinas – Peruche 1985 e Babalotim – A história dos afoxés – Leandro de Itaquera 1989) e cantora de marcantes músicas (Desejo de amar e Volta pra ela).

Uma homenagem extremamente necessária pelo relevância de Eliana enquanto mulher inserida no mundo do samba. Um mundo que ainda sofre com o machismo e preconceitos extremamente retrógrados para com as mulheres.

Uma artista que conquistou seu espaço e serviu de inspiração para tantas outras mulheres sambistas. Apesar da homenagem ser dedicada a Eliana, deixo o registro de que estes versos contemplam todas as mulheres que personificam um pouco dessa trajetória em suas vidas!

Em especial, deixo um gigantesco abraço todo especial para nossa Amanda Cristina! Uma sambista completamente apaixonada pelo Carnaval e que representa na SASP Carnaval um belíssimo exemplo de luta em prol da maior participação da mulher no mundo carnavalesco!

Boa leitura!

Uma voz pela inclusão!

A singela voz de palavra forte
Alimentada pela força de conquistar um difícil espaço e novo norte
Para superar atemporal preconceito
O canto que é força em prol de maior efeito
Uma luta pela mulher no riscado em importantes tons de respeito.

Apesar dos pesares
O laço com a batucada superou a intolerância entre os próprios pares
Eliana carrega a manifestação popular
De maneira tão especial e singular
No registro das águas cristalinas baianas
E do sagrado toque ijexá de paz tão soberana.

Alimentar o sonho do samba
No berço da resistência em forma de sementes tão bambas
Retratos de particular essência que exalam da alma brasileira
Arrebatar a passarela sagrada e fazer levantar a poeira
E nessa batalha constante com os atrasos da história
Sempre é fundamental encontrar alguém para plantar nova memória .

As rimas, ritmos e notas inspiradas em incríveis fontes
Ouvidos aguçados para Claras, Elzas e Beths em diversas pontes
Num meio que marcado por ambiente machista
Chegar no principal microfone de uma escola
Significa superar uma difícil barreira
Alcançar e quebrar nova fronteira
Para se transformar eternamente em uma inspiração por ser uma verdadeira pioneira!

Botequim da SASP